Gilberto Alves é natural do Recife, tem 47 anos e é casado e pai de três filhos.  Atua há mais de 30 anos na vida política. Bacharel em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco, Gilberto Alves iniciou a sua militância política ainda aos 16 anos, ao lado de lideranças consolidadas da esquerda democrática pernambucana como Miguel Arraes, Cristina Tavares e Jarbas Vasconcelos.
Integrou a equipe do ex-governador Miguel Arraes nos segundo e terceiro governo (1987/1990 - 1995/1998). 

Disputou sua primeira eleição para vereador da capital pernambucana em 1996, quando ficou na primeira suplência e assumiu o mandato por. Após coordenar a 
campanha do então candidato Eduardo Campos (PSB) ao Governo do Estado na capital, Gilberto Alves assumiu a Gerência de 
Articulação Regional do Governo em janeiro 2007. 

Em 2008 foi eleito vereador do Recife para seu primeiro mandato, com 6630 votos. Mandato este que dedicou a causas como a Cultura como meio de transformação social e valorização do cidadão, Mobilidade Urbana e Qualificação 
Profissional. Foi presidente da Comissão Especial de Mobilidade Urbana  que realizou uma profunda discussão sobre a já crítica mobilidade do Recife, dentro dos debates da elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana do Recife Urbana. 

Foi ainda sub-relator da Comissão de Reforma do Regimento Interno da Câmara Municipal do Recife, que se propôs a atualizar a composição normativa do legislativo municipal. 

Em 2012 Gilberto Alves foi reeleito como representante do povo recifense na Casa de José Mariano, com 6015 votos. Desde o início do novo mandato foi escolhido líder da bancada de governo da gestão do prefeito Geraldo Julio (PSB), também eleito em 2012. Como líder participa ativamente dos debates sobre os principais temas de interesse da cidade, além de conduzir e articular as votações dos Projetos de Lei encaminhados pelo Poder Executivo.

Preside ainda a Comissão Especial de Monitoramento dos Prédio-Caixão em Situação Risco do Recife, que pretende elaborar um relatório minucioso sobre as construções do tipo que estão com a estrutura ameaçada e que têm um histórico de perdas de no Recife.