Advogado e Procurador do Estado, Jayme Asfora começou sua vida pública no movimento estudantil como presidente do Diretório Acadêmico da Faculdade de Direito do Recife e vice-presidente do Diretório Central dos Estudantes da UFPE.

A carreira jurídica se iniciou no Centro Dom Hélder Câmara, entidade de referência em direitos humanos. Posteriormente, ingressou na Procuradoria Geral do Estado por concurso.

Em 1999, foi nomeado procurador-geral adjunto.

Em 2003, assumiu a presidência da ARPE – a Agência de Regulação de Pernambuco, responsável por regular serviços públicos, em especial, água e energia.

Em 2006, abriu mão de seu mandato na ARPE e disputou a eleição para a Presidência da OAB-PE. Foi o primeiro candidato de oposição a assumir o cargo em 75 anos de história. Na sua gestão, Asfora reaproximou a advocacia da OAB-PE e reinseriu a instituição nas grandes discussões da sociedade. Nesse período, a OAB-PE capitaneou, no Estado, a campanha do projeto Ficha Limpa.

Com uma gestão aprovada pelos advogados, foi eleito, em 2009, para representar Pernambuco na OAB Federal. Na nova missão, foi designado presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos. Em 2011, Jayme Asfora recebeu 7.406 votos para vereador do Recife, sendo o 25º mais bem votado.